Blessing in Disguise

Janeiro 16, 2015 15:28
Mais curtas
250
Views
   

Há todo um preconceito acerca das comédias românticas. Na verdade o género é uma estreia no Curta & Meia. Porquê? Porque a maior parte delas são simplesmente más. “Blessing in Disguise” trata-se claramente de uma excepção.

No entanto, não é primeira vez que escrevemos sobre uma curta de Eric Kissack. Já em The Gunfighter o realizador tinha provado a sua qualidade e originalidade.

“Blessing in Disguise” oferece-nos então uma lufada de ar fresco nas comédias românticas. A questão é que, para além de ser extremamente engraçada, a curta tem uma mensagem forte. Está muito presente a lição da aceitação e de aprender a não rotular as pessoas. A personagem principal contrai uma doença sexualmente transmissível. No entanto, o que parecia ser a sua ruína, foi na realidade a sua benção.

De destacar o incrível performance de Ingrid Haas nesta curta-metragem. Uma atriz com um enorme potencial e que com toda a certeza terá imenso sucesso.

“Blessing in Disguise” diverte imenso e prende o espectador. Não há de facto nada a apontar e é mais uma curta a não perder!

Sobre o autor do artigo
- Músico, compositor e licenciado em informática mas acima de tudo um curioso amante de todas as formas de expressão, vulgarmente chamadas de "arte".