To Venner

Março 26, 2015 21:30
Mais curtas
251
Views
   

Uma animação única e fantástica que nos leva numa pequena viagem por um futuro alternativo da raça Humana, onde as mulheres e as crianças foram praticamente erradicadas. Com um estilo incomum, e que se dobra sobre assuntos como o género, a sexualidade, entre outros. O tipo de desenho nesta animação, é surpreendente, a atenção dada aos detalhes e à caracterização do ambiente é soberba, onde existe um contraste entre a pouca beleza que Albert e Jonas vêm no mundo e o horror da doença e do que ela destruiu.

Paw Charlie Ravn criou “To Venner” enquanto frequentava estudava na Escola Nacional de Cinema da Dinamarca. Baseada numa ideia, que surgiu no meio de uma conversa com o Diretor de Arte e seu amigo Rasmus Berggreen, acabou sendo co-escrita por Anna Bro e por Paw Charlie. Ganhou, em 2011, o prémio da Academia Dinamarquesa para Melhor Curta entre outros. Foi mostrada em festivais, tais como o Fantasia International Film Festival e o Short Film Festival Sleepwalkers, entre muitos outros. Após o término de “Two Friends”, Paw envolveu-se em mais um projeto, a terceira no seu repertório, mantendo o género.

Num futuro onde as condições de vida são bastante severas, todas as mulheres e crianças estão mortas, com a exceção de dois amigos, Albert e Jonas. Os homens neste futuro, com o desaparecimento das mulheres, tornaram-se numa espécie de humano subdesenvolvido sem qualquer capacidade e inteligência. A única coisa que fazem é deambular pelas ruas, motivados pelo sentido de sobrevivência e desejo sexual. Jonas e Albert sobrevivem neste ambiente há um bom tempo. Estão instalados numa espécie de museu onde fazem o necessário. Albert conta uma lenda que fala de uma rapariga que apareceria e que esta rapariga ia ter o poder de salvar o mundo. Numa certa noite, após um encontro com os “homens”, Albert acorda e não encontra Jonas, decide então ir á sua procura. Numa pequena sala com um pouco de luz encontra Jonas e acaba por descobrir o seu maior segredo, que os vai levar numa corrida contra os “homens”, pelas suas próprias vidas. Qual será o segredo de Jonas?

Débora Martins
Sobre o autor do artigo
- Cozinheira amadora a tirar licenciatura em Cinema. Amante de qualquer género de arte e criadora da filosofia do Hoje é amanhã.