The Guilt

Setembro 12, 2016 23:37
Mais curtas
0
Views
   

“The Guilt”, ou “La Culpa” como foi originalmente intitulado, não é o típico suspense linear a que estava habituado. Confesso que foi com surpresa e agrado que reagi aos elementos sobrenaturais da curta. Na verdade não os interpretei como elementos sobrenaturais, mas sim como metáforas extremamente bem conseguidas. David Victori, o realizador, fez um belíssimo trabalho ao transmitir esta arrepiante história desta forma.

A curta foca-se na temática da vingança. Quantas histórias já não vimos sobre este tema? Apesar de ser uma temática sempre forte por muito que estejamos habituados, “La Culpa” tem uma abordagem diferente. Vou tentar identificar as metáforas que David nos apresenta, e tentar relacioná-las com as características da vingança.

O primeiro elemento fora do comum acontece quando a personagem principal tenta fugir do local do crime. Depois de cometer o homicídio tenta fugir e, por mais que desça as escadas, continua assustadoramente no quinto andar, o andar do crime. O realizador dá-nos a entender que a vingança é um desejo que nos prende, que não nos permite avançar na vida. Concretizar a vingança leva-nos a um caminho sem saída.

Eventualmente a personagem vê-se forçada a escolher outra porta no mesmo andar, e tudo aparente começar de novo. Entende-se que a personagem obteve uma segunda oportunidade. Uma segunda chance para corrigir o seu erro e conseguir escapar da prisão que é a vingança. Devemos deixar de insistir na fuga pelo “caminho sem saída” e enfrentar o próprio motivo da vingança.

O homem decide desta vez fazer as coisas de forma diferente, libertando-se assim do seu ciclo. No entanto a anterior vítima decide persegui-lo, mas fica agora também presa no quinto andar. A vingança… traz mais vingança.

O próprio plano das escadas insinua a noção de “ciclo” e “espiral”. Penso que reforça muito subtilmente a mensagem da curta-metragem.

A curta foi selecionada em inúmeros festivais um pouco por todo o mundo e vencedora de vários prémios, incluindo o célebre Your Film Festival em 2012, no qual o realizador ganhou a “módica” quantia de $500,000.

“The Guilt”, ou “La Culpa” como foi originalmente intitulado, não é o típico suspense linear a que estava habituado…

Sobre o autor do artigo
- Músico, compositor e licenciado em informática mas acima de tudo um curioso amante de todas as formas de expressão, vulgarmente chamadas de "arte".